Ads Top

Hospital de Trauma de João Pessoa é referência para casos de Hemorragia Digestiva Alta na Paraíba

 


Há quase duas décadas, o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, é destaque no Norte e Nordeste no atendimento aos pacientes vítimas de Hemorragia Digestiva Alta (HDA). O Centro de Diagnóstico da doença é referência no estado e já atendeu, de janeiro a julho deste ano, mais de 250 pacientes, com a boa notícia de nenhum óbito registrado.
 
Para o diretor-geral da unidade, Laecio Bragante, o serviço oferecido no Hospital de Trauma é comparado ao dos grandes centros de saúde do mundo. “Recebemos desde procedimento mais simples, como ligadura de esclerose de varizes de esôfago – que é uma técnica endoscópica empregada para controle do sangramento pelas varizes do esôfago para evitar novos episódios hemorrágicos – até procedimento cirúrgico de emergência, ou seja, tudo é resolvido aqui no complexo hospitalar”, salientou.
 
A HDA é um problema que vem aumentando nos últimos anos, devido a diversos fatores como hábitos alimentares ruins, presença de tumores e excesso no consumo de bebidas alcoólicas, lesões no esôfago, úlceras gástricas ou duodenais, lesão de mucosa provocada por medicamentos e outros. Ela ocorre quando há sangramentos nas regiões que atuam na digestão, como esôfago, estômago, duodeno ou intestino delgado.
 
Muitas pessoas desconhecem os sintomas da hemorragia digestiva. Esse foi o caso da dona de casa Joselma da Silva, 44 anos, que só procurou ajuda após apresentar vômito com sangue. “Eu já vinha me sentindo mal e apresentando muita palidez, há alguns dias. Pensei que fosse da minha gastrite, porém comecei a vomitar sangue e me assustei bastante! Graças a Deus, que me direcionaram ao Hospital de Trauma e fui atendida rapidamente, poderia ter morrido pela gravidade da situação. Tenho gratidão a todos que cuidaram de mim”, comentou.
 
Laecio Bragante diz que é muito importante a população tomar conhecimento sobre a HDA porque, se não for tratada a tempo, pode evoluir para óbito. “Ela é considerada uma urgência médica, caso a pessoa note qualquer presença de sangue nas fezes ou vômito, deve procurar nossa unidade de saúde, que é referência para essa situação, onde receberá toda assistência necessária para o caso. Outros sintomas são: dificuldade na hora de engolir, queimação, dores no abdômen, síncope, fraqueza, cansaço e perda de peso.
 
O Centro de Diagnóstico de Hemorragia Digestiva Alta conta com equipamentos modernos e médicos capacitados para atender 24 horas por dia, qualquer situação de urgência e emergência, inclusive cirúrgicas, se precisar.

Foto: Reprodução Google.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.