Ads Top

Desfile cívico-militar de 7 de Setembro reúne 4.500 pessoas em João Pessoa

 


A vice-governadora Lígia Feliciano participou, nesta quarta-feira (7), do desfile cívico-militar em alusão ao Bicentenário da Independência do Brasil. O desfile, realizado na Avenida Duarte da Silveira, em João Pessoa, contou com a participação de cerca de 4.500 pessoas e mais de 300 veículos. Durante o evento, houve o hasteamento das bandeiras – Brasil, Estado e Município, a tradicional revista às tropas e a extinção do Fogo Simbólico.

Na oportunidade, a vice-governadora Lígia Feliciano ressaltou a relevância do desfile cívico-militar como forma de celebrar uma data tão significativa para o país. “É uma alegria enorme podermos estar nas ruas comemorando esse momento, depois de dois anos de pandemia. Também é uma data histórica, são 200 anos da Independência do Brasil, 200 anos de uma nação democrática, livre e unida. Que este seja um dia para reafirmarmos nosso amor pelo país”, frisou.

O comandante do 1º Grupamento de Engenharia, general de brigada Guilherme Langaro Bernardes, falou sobre a satisfação de ver a retomada dos desfiles cívicos. “A população estava ansiosa por comparecer às avenidas e ter esse momento grandioso de desfile cívico-militar. Esse também é um momento importante por se tratar dos 200 anos de Independência, um marco notável, onde o grande ator é o povo brasileiro”, disse.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Sérgio Fonseca, comentou que um esquema foi montado para garantir que o desfile e o feriado de 7 de Setembro fossem de tranquilidade. “Cerca de 200 policiais militares a pé e motorizados, atuam no entorno e percurso do desfile cívico-militar para garantir a tranquilidade do evento. São 200 anos da Independência, 100 anos do Hino Nacional e 190 anos da Polícia Militar, completados este ano. Então, são três datas marcantes e tenho certeza que o desfile de hoje tem uma simbologia especial, porque é a retomada deste evento, após dois anos”, falou.

Para o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Marcelo Araújo, celebrar os 200 anos da Independência do Brasil é extremamente relevante e ressalta a força da democracia brasileira. “São dois anos sem termos esse momento tão bonito que reafirma os princípios da democracia e da liberdade. Nós desfilamos com um efetivo a pé e com viaturas, apresentando um pouco dos equipamentos do Corpo de Bombeiros que estão à disposição da nossa sociedade”, pontuou.

Desfilaram na Avenida Duarte da Silveira integrantes das Forças Armadas, Polícia Militar, Bombeiro Militar, Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Guarda Municipal, Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob), entidades de classe, além de escolas estaduais e municipais, entre outros.

Priscila Maria é estudante da Escola Estadual Sesquicentenário e estava muito satisfeita por ter participado do desfile de 7 de Setembro. “Estava ansiosa para chegar este dia. Foi um prazer celebrar esta data tão importante desfilando aqui na Avenida Duarte da Silveira. É muito bom poder participar deste momento de valorização da nossa Pátria”, disse.   

Forças de Segurança - Um efetivo de 1.450 homens e mulheres participou das comemorações, representando a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar. Da Polícia Militar da Paraíba, desfilaram 800 homens e mulheres, divididos em 19 pelotões e em viaturas, representando as várias frentes de atuação da corporação.

O Corpo de Bombeiros levou ao desfile 580 pessoas, entre militares e crianças dos projetos ‘Bombeiro Mirim’ e ‘Gol 10’, além de filhos de militares. Além de 42 viaturas de combate a incêndio, de busca e salvamento, salvamento aquático, entre outras. Já a Polícia Civil esteve presente com 44 viaturas e equipes de delegacias distritais e especializadas, totalizando um efetivo de 170 policiais.

O público – Um grande número de pessoas compareceu ao local para acompanhar o ato cívico-militar. A estudante Raquel de Sousa tem 18 anos e comentou que desde criança acompanha o desfile do Dia da Independência. “Lembro que quando eu tinha oito anos minha mãe me trouxe, pela primeira vez, para ver o desfile. Eu fiquei encantada e até hoje faço questão de prestigiar esse momento”, contou.

É o caso do professor Alan Queiroga, que mora no Varadouro e também acompanha o evento desde pequeno. “Eu sempre venho ver o desfile. Inclusive, quando eu era criança, tive oportunidade de desfilar com os estudantes da minha escola. Este é um ato de democracia e valorização do nosso país”, observou.

Foto: Reprodução Google.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.