Ads Top

Profissionais da SMS participam de capacitação sobre esporotricose humana



Profissionais da Rede Municipal de Saúde de João Pessoa, que atuam nas unidades básicas de saúde, hospitais e núcleos de Vigilância Distrital e Hospitalar participaram, na tarde desta quinta-feira (12), de um curso sobre vigilância e manejo clínico da esporotricose humana. A capacitação ocorreu no auditório do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW).

 

O curso foi promovido pela Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Raquel Moraes, diretora do setor, ressaltou que esse tipo de abordagem sobre esporotricose é para que os profissionais fiquem mais capacitados quanto ao atendimento clínico, tratamento, vigilância e diagnóstico correto da doença. “Focamos nossa abordagem em pontos essenciais para o tratamento dos doentes e para o seu controle, diminuindo os riscos de transmissão e infecção em outras pessoas”, destacou.

 

A capacitação foi ministrada pelo médico infectologista Francisco Bernardino. Foram esclarecidos alguns pontos específicos sobre a parte clínica da doença, com seu diagnóstico e tratamento. “Destaco a importância do tema abordado neste curso de capacitação para que os profissionais, nas suas áreas específicas, ao terem contato com pacientes, possam da melhor forma possível diagnosticar, acompanhar e tratar esses casos. Por isso mostramos os aspectos clínicos e alguns fluxos, destacando também o papel do HU na rede em João Pessoa”, pontuou.

 

Esporotricose humana - A esporotricose humana é uma micose subcutânea que surge quando o fungo do gênero Sporothrix entra no organismo por meio de uma ferida na pele. Os sintomas da esporotricose aparecem após a contaminação. O desenvolvimento da lesão inicial é bem similar a uma picada de inseto, podendo evoluir para cura espontânea. Em casos mais graves, por exemplo, quando o fungo afeta os pulmões, podem surgir tosse, falta de ar, dor ao respirar e febre.

 

Foto: Ivomar Gomes

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.