Ads Top

Hospital Oswaldo Cruz implanta no Santa Isabel projeto de reabilitação na síndrome pós-cuidados intensivos



Mais um projeto que vai garantir diversos benefícios para os usuários da rede municipal de saúde de João Pessoa está sendo implantado no Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI). Trata-se do projeto de Reabilitação na Síndrome Pós-Cuidados Intensivos, desenvolvido pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, um dos maiores centros hospitalares da América Latina e que tem sede em São Paulo (SP). A iniciativa acontece em parceria com o Ministério da Saúde e o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS).

 

Ao longo do projeto, equipes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) 4 e da Enfermaria Santa Luzia da clínica médica serão capacitadas para o cuidado integral e reabilitação precoce do paciente crônico com síndrome pós-cuidados intensivos. Esses dois setores do HMSI foram escolhidos através do mapeamento de fluxo de valor.

 

Nesta terça-feira (28), representantes do Hospital Oswaldo Cruz fizeram uma primeira visita diagnóstica ao Santa Isabel.  “O objetivo da visita é realizar uma nova apresentação do projeto ao Hospital Santa Isabel, mapear o fluxo de valor do paciente, definir o diagnóstico institucional, estabelecer planos de ação para melhorias e treinar as equipes quanto à Síndrome pós-cuidados intensivos, escalas de funcionalidade, questionário de qualidade de vida, Telerounds e Metodologia Lean”, explicou a enfermeira Fernanda Leite.

 

Além de Fernanda Leite, integraram a equipe do Oswaldo Cruz durante a visita, que continua nesta quarta-feira (1º), a fisioterapeuta Fernanda Paganoti e o consultor em melhoria, Alécio Rodrigues. Os três deram uma palestra para funcionários da unidade hospitalar municipal.

 

Projeto - O projeto terá duração de 6 meses e promoverá a implementação de um modelo de acompanhamento assistencial do paciente, desde o momento em que ele é admitido na unidade de terapia intensiva até a alta para atenção domiciliar, focando na reabilitação funcional; o fortalecimento do sistema único de saúde e articulação das redes; melhorias nos fluxos e processos internos; redução de complicações clínicas e tempo médio de permanência hospitalar através da reabilitação precoce e alta segura do paciente. Além disso, trabalhará na capacitação das equipes multiprofissionais, formando um time de alta performance.

 

Fernanda Leite ressalta que os benefícios do projeto para os usuários do SUS são vários. “Redução das complicações clínicas; reabilitação precoce funcional e motora; redução do tempo de permanência hospitalar através de uma alta segura; redução do número de reinternação hospitalar; redução dos danos emocionais para o paciente e seus familiares; e reinserção deste indivíduo para a sociedade, melhorando sua qualidade de vida”, destaca.

 

No Santa Isabel, os representantes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz foram recebidos por uma equipe formada por diretores e coordenadores da unidade, entre eles Ricardo Dellane, coordenador de Gestão de Pessoas; Mileno Rodrigues, diretor administrativo; e a enfermeira Leide Carvalho, que coordena a Gerência de Enfermagem.

 

Foto: Reprodução Google. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.