Ads Top

Aesa prevê chuvas dentro da média entre abril e julho no Litoral, Agreste e Brejo



As regiões Litoral, Brejo e Agreste terão chuvas dentro da média histórica nos meses de abril, maio, junho e julho, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). A previsão foi elaborada pela gerência de Monitoramento e Hidrometria após videoconferência com técnicos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).


“Neste momento, nossa previsão é voltada para o Litoral, Brejo e Agreste porque o quadrimestre de abril a julho é o período mais chuvoso nessas regiões.  Em dezembro, a Aesa já havia divulgado a previsão para as regiões do Sertão, Alto Sertão, Cariri e Curimataú que têm seu período mais chuvoso de fevereiro a maio”, explicou a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira.


De acordo com a meteorologista, a tendência é de que as chuvas ocorram dentro da média climatológica nestes próximos quatro meses: 913 milímetros no Litoral, 608 milímetros no Brejo e 428 milímetros no Agreste. Estes números podem variar em até 25 por cento para mais ou para menos. “Os principais fenômenos meteorológicos neste período são as Ondas de Leste, que são aglomerados de nuvens que se formam no oceano Atlântico. Elas vêm da costa da África e se deslocam em forma de onda”, acrescentou Marle.


Ranking -  A cidade de Cajazeiras lidera o ranking das chuvas 2023 com 942 milímetros, seguida por Cachoeira dos Índios (804 mm), Bom Jesus (778 mm), São Bento (771 mm) e Paulista (745 mm). A lista completa da quantidade de chuva em cada município está disponível no site aesa.pb.gov.br. Na página também é possível acessar o prognóstico climático completo.


Foto: Reprodução Google. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.