Ads Top

Psicóloga diz que rede de apoio pode ajudar a quebrar ciclo de violência doméstica: "vítima precisa de ajuda"



A psicóloga Aline Arruda Fonseca, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta segunda-feira (25), disse que a rede de apoio possui papel fundamental para ajudar a quebrar o ciclo de violência contra a mulher. Segundo ela, a vítima não consegue sair de relacionamentos abusivos pela dependência emocional ou financeira e, com ajuda, é possível contribuir com o fim desse ciclo de violência. 


"Muitas vezes não consegue sair dessas relações pela falta de uma rede de apoio. Se em uma relação não há respeito, abre-se brecha para a violência. O ciclo da violência se perpetua. Não é tão simples, a dependência emocional também é uma forma de violência que ela não consegue se livrar. Seria muito fácil olhar para um alcoólatra e dizer deixe de beber, ou para um fumante, e falar para ele deixar de fumar. Então é um ciclo difícil de se livrar", avaliou a psicóloga como acompanhou o ClickPB.


Ao destacar que 18 mulheres foram mortas na Paraíba vítimas de feminicídio, a psicóloga lembrou que as mulheres que querem sair de relacionamentos abusivos podem contar com o suporte de profissionais de maneira gratuita. "Nós temos vários serviços que são gratuitos para a mulher que precisar desse suporte. A postura é de acolhimento para a mulher e fazer ela entender que ela era a vítima, para se prevenir e se proteger", explicou a psicóloga. 


Mulheres vítimas de violência domésticas na Paraíba contam com suporte em diversas cidades. Os contatos para buscar ajuda, apoio e acolhimento seguem nesse link aqui.


CanalPB com ClickPB


Foto: Reprodução Google. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.