Ads Top

Nesta terça: Hemocentro realiza programação especial para lembrar Dia da Hemofilia



Com o tema “Acesso a todos - Prevenção de sangramentos como padrão global de atendimento”, o Hemocentro da Paraíba realiza, nesta terça-feira (18), a partir das 8h, no auditório da instituição, as ações alusivas ao Dia Mundial da Hemofilia, em João Pessoa.

 

A diretora-geral do Hemocentro da Paraíba, Shirlene Gadelha, explica que o Dia Mundial da Hemofilia é 17 de abril, mas este ano, as atividades para lembrar a data serão promovidas no dia 18.

 

O centro é vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (SES) e é referência no tratamento da doença. Dados do programa Webcoagulopatias do Ministério da Saúde mostram que existem, na Paraíba, 652 pacientes com distúrbio de coagulação, sendo 303 com hemofilia.

 

“Vamos reforçar a importância do tratamento adequado para manutenção da qualidade de vida de nossos pacientes. O Hemocentro é o Centro de Referência no Tratamento e Diagnóstico da Hemofilia. Temos o Laboratório de Coagulação e Hemoglobinopatias que é referência no Nordeste no diagnóstico da doença, além disso, recebemos do Ministério da Saúde e distribuímos os fatores de coagulação para todos os pacientes no Estado”, reforçou a diretora.

 

A doença - A hemofilia é uma doença hemorrágica hereditária ligada ao cromossomo X, caracterizada pela deficiência ou anormalidade da atividade coagulante do fator VIII (hemofilia A) ou do fator IX (hemofilia B). De acordo com o Ministério da Saúde, a prevalência estimada da hemofilia é de aproximadamente um caso em cada 5.000 a 10.000 nascimentos do sexo masculino para a hemofilia A, e de um caso em cada 30.000 a 40.000 nascimentos do sexo masculino para a hemofilia B. A hemofilia A é mais comum que a hemofilia B e representa cerca de 80% dos casos.

 

O evento começará com a apresentação dos violinistas Guilherme Granjeiro e Benedito Antas. A abertura oficial será às 8h40, com as participações da diretora-geral do Hemocentro da Paraíba, Shirlene Gadelha, da responsável técnica do Hemocentro da Paraíba, Sandra Sibele, e da presidente da Associação dos Hemofílicos, Daniele Correia.

 

Às 9 horas, haverá a apresentação da peça teatral “Um exemplo de superação”, e às 10 horas, será realizada uma homenagem aos hemofílicos pelo poeta e cordelista Raniery Abrantes. Em seguida, às 10h20, haverá a palestra do representante da Sociedade dos Hemofílicos da Paraíba, Océlio Alves. O encerramento ficará por conta da Bandinha de Circo.

 

Programação -  

 

8h: Acolhimento com a apresentação dos violinistas Guilherme Grangeiro e Benedito Antas

 

8h40: Abertura com a diretora-geral do Hemocentro da Paraíba, Shirlene Gadelha, a responsável técnica do Hemocentro da Paraíba, Sandra Sibele, e a presidente da Associação de Hemofílicos, Daniele Correia

 

9h10: Apresentação da peça teatral “Um Exemplo de Superação”

 

10h: Homenagem aos hemofílicos com o poeta e cordelista Raniery Abrantes

 

10h20: Palestra do representante do Sociedade dos Hemofílicos da Paraíba Océlio Alves

 

10h40: Encerramento com a Bandinha de Circo e lanche coletivo


Foto: Reprodução Google. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.