Ads Top

Hospital de Trauma de João Pessoa amplia leitos de UTI Infantil para tratamento de síndrome gripal



Já estão em funcionamento, no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, os 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica. A ampliação de leitos de retaguarda surgiu para atender aos casos de Síndrome Gripal Aguda Grave (SRAG). A estratégia faz parte do plano de ação elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), para o enfrentamento do aumento das síndromes gripais infantis.


De acordo com o diretor-geral da unidade, Laecio Bragante, o funcionamento dos novos leitos destinados, exclusivamente, para pacientes regulados pela SES, com síndromes gripais, não vai interferir no atendimento de urgência e emergência prestado à população paraibana. “É bom deixar claro que os novos leitos de UTI ficam separados dos leitos de urgência e emergência da unidade de saúde, com isso, não existe fluxo cruzado, ou qualquer tipo de contato entre os pacientes, bem como funcionários”, explicou.


O secretário de Saúde da Paraíba, Jhony Bezerra, reforça que o objetivo da ampliação dos leitos é prestar assistência à população infantil que precisa de um atendimento especializado, intensivo, com suporte de oxigênio, diante da ocorrência de crianças adoecendo de forma grave com síndromes respiratórias. “Essa é uma ação do Estado para dar suporte, ampliando leitos de retaguarda, de forma emergencial, assim como foi para a Covid-19. A ocupação desses leitos será realizada via Central Estadual de Regulação”, comentou. 


A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) abrange casos de síndrome gripal (SG) que evoluem com comprometimento da função respiratória que, na maioria dos casos, leva à hospitalização, sem outra causa específica. As causas podem ser vírus respiratórios, dentre os quais predominam os da Influenza do tipo A e B, Vírus Sincicial Respiratório, SARS-COV-2, bactérias, fungos e outros agentes.


Foto: Reprodução Google. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.