Ads Top

Fogos de artifícios são principal causa de queimaduras e Trauma de João Pessoa tem aumento de 111% no numero de vítimas



Mesmo coma proibição do uso em áreas urbanas e diversos tipo de restrição, as fogueiras e os fogos de artifício ainda parecem bastante atrativos para muita gente. Uma prova disso é o grande volume de vítimas de acidentes do tipo registrado pelo Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.


Durante o feriado de São João, 836 atendimentos. Desse total, 38 foram casos de queimaduras,  o que representou um aumento de 111% em relação ao ano de 2022, quando foram registradas 18 ocorrências envolvendo queimados. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da 0h de quinta-feira (22) até as 23h59 desse domingo (25).


Entre os casos de queimaduras, a maioria foram causados por fogos de artifício (13), líquido em alta temperatura (10), fogo (seis), contato com objeto em alta temperatura (três), acidente de trabalho (dois), produto químico (um) e outros (três). A faixa etária dos 19 aos 59 anos foi responsável pela maioria das entradas na instituição com 495 pacientes, seguida por pessoas com mais de 60 anos (188), crianças de 0 a 12 anos (110) e de 13 a 18 com 43 casos.


O cirurgião plástico e coordenador da unidade de queimados, Emilton Amaral, ressaltou que as crianças são as mais atingidas neste período pelos problemas causados por queimaduras por ficarem sem a supervisão de um adulto. “As mais comuns são pelo uso inadequado de fogos de artifícios, eles são manuseados sem qualquer tipo de supervisão. Essa falta de acompanhamento acaba resultando em alguns acidentes. Outra situação recorrente é com relação às fogueiras. Pacientes relatam as brincadeiras de tentar pulá-las e acabam queimando a criança”, ressaltou.


A Unidade de Tratamento a Queimados do Hospital de Trauma é referência no atendimento às vítimas de queimaduras, conta com mais de dez cirurgiões plásticos, que prestam atendimentos ambulatorial e hospitalar 24 horas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3216-5721.


CanalPB com ClickPB


Foto: Reprodução Google. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.